sexta-feira, 18 de abril de 2014

COMPLICADO DILEMA

Violência e banditismo são casos perdidos? Se não for modificado o processo de combate sim, primeiro o sistema que esta sendo empregado nunca funcionou e continua obsoleto. Temos que ter consciência, não esta surtindo efeito, pelo contrário, gera uma bola de neve e cresce vertiginosamente a olhos nus. Em todo o mundo, a cada dia, o cidadão de bem esta sendo acuado e caçado feito presa em uma selva fugindo de seu predador. A ousadia chegou a ponto tão absurdo, que perdemos nosso direito de ir e vir junto com nossa tranquilidade, pasmem, em nossas casas, no trabalho, no lazer, a noite ou mesmo durante o dia não importa a hora ou onde quer que seja.

Estamos sendo massacrados impiedosamente por crimes hediondos, em nossas empresas em geral, prédios públicos, bancos, educandários, nossos lares, todos estamos vivendo com terror enclausurados envoltos em grades, e todas as espécies de inovações tecnológicas que nos de algum alento de segurança, acarretando-nos assim mais gastos financeiros a um paliativo que apenas ameniza o problema. Outrossim sabemos que a violência desenfreada tem várias consequências desastrosas, uma delas é a troca de vidas útil e valorosa, de homens, mulheres e crianças, por uma classe de indivíduos inúteis e desclassificados. Uma corja de vadios, covardes, estupradores, vigaristas, assassinos que nada produzem a não ser prejuízo tanto na prisão como fora dela.

Muitos desses meliantes ainda possuem o agravante de serem reincidentes com vários crimes acumulados em suas fixas criminais. Vamos pensar juntos, isso indica o que? Muito fácil, a fraqueza e incompetência do nosso sistema de segurança falido e arcaico regido por homens inconsequentes e corruptos que não souberam ou não quiseram conduzir nosso destino ao rumo certo. Existem entraves pelo caminho, como os diretos humanos, que precisam ser revistos, pois em certos casos, mais atrapalham do que ajudam. Eu sempre falo: “A falsa moral e a hipocrisia juntas com as religiões conspiram contra as leis mais duras e severas contra crimes hediondos que infelizmente ou felizmente, só estamos prorrogando”. Teremos forçosamente que usa-las, talvez em um futuro próximo, gostem ou não. Estamos pregando no deserto. O pior cego é aquele que não quer enxergar.

Porém, teremos que tratar a questão com a responsabilidade que ela exige. O criminoso irrecuperável tem que ser banido do seio da sociedade sem volta. Nosso maior inimigo chama-se impunidade. Fica aqui meu voto de confiança, que surja uma luz para iluminar a mente turva dos homens.


É minha opinião. Pense nisso. Grato!

4 comentários:

  1. Boa, Pai!!! Esse assunto é deveras urgente em nossa vida atual!! Somos prisioneiros e os bandidos, libertos!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aquiles gostei do comentário obrigado abraços.

      Excluir
  2. Muito bom o texto! O mundo precisa rever certos conceitos em relação aos direitos humanos. Esses direitos foram criados no período da segunda guerra mundial com o objetivo de salvar o civis envolvidos na mesma (sejam prisioneiros, refugiados ou de qualquer outra natureza envolvendo abuso à vida). Não podemos tirar os benefícios da criação dos direitos humanos, mas esses precisam ser reformulados à ponto de servir melhor para os tempos de hoje! Fica aí a minha opinião!

    ResponderExcluir
  3. Amigo karlus fiquei feliz pelo seu simpático e coerente comentário, é bom fazer parte do roll de sua amizade, até a próxima abraço.

    ResponderExcluir